Corpo & Saúde – Edição 52 (Outubro 2019)

Rotina de treino. Já pensou
que pode ser uma questão de hábito?

O que fazemos repetidamente e em um padrão específico na vida se torna um hábito. Para o cérebro, é mais fácil compreender padrão já existentes do que criar comportamentos e mecanismos novos. Assim, os hábitos surgem porque o cérebro está o tempo todo procurando maneiras de poupar esforço, isso mesmo, poupar esforços. Afinal, seria um esforço muito grande criar novos hábitos todos os dias para tudo aquilo que você faz, além de ser inviável e conflitante. Desta forma, uma vez que você adquire um hábito, ele não desaparece facilmente, o que não significa que pode ser mudado.

Fazemos escolhas a todo momento. A rotina faz com que utilizamos estas escolhas e atitudes em outras situações, mesmo que não tenhamos consciência disso necessariamente. A Rotina é muito importante. Se você tem o hábito de acender as luzes antes de entrar em casa ou de lavar as mãos antes de comer, estes hábitos já estão na sua rotina, e necessariamente, no seu cérebro.

Imagine quantos hábitos possuímos e como a nossa rotina é repleta de comportamentos automáticos. Em muitos casos, temos hábitos muito antigos e resistentes, que só podem ser combatidos por novos hábitos, e também por novas rotinas. A chave de tudo está na rotina: assim que você adquire um novo hábito e o insere na rotina, ele se torna tão automático quanto aquele hábito antigo e muitas vezes nocivo.

Nesse momento é que entra a atividade física. Se você é sedentário e quer mudar seus hábitos de saúde, por exemplo, basta inserir na sua rotina algumas horas de exercícios semanais e um novo cardápio. No começo haverá estranhamento. Depois você sabe que três ou mais vezes por semana tem que se exercitar e que todos os dias têm que consumir determinados tipos de alimentos. Depois nem pensa mais sobre o estranhamento e entra no automático. Parece simples não é mesmo? Lembra-se que nosso corpo procura rotinas que poupam esforços? Então, nesse momento é que entra a força de vontade e persistência, sobretudo no início.

Preste atenção, você está no centro da mudança que quer ver em sua vida. Se você quer uma vida diferente deve mudar seus hábitos e ter força de vontade para isso. Ninguém pode fazer isso por você a não ser você mesmo. Uma decisão positiva se torna um hábito automático, assim como uma decisão negativa. Estudiosos dizem que a força de vontade é um dos hábitos mais poderosos, se não o mais poderoso.

A força de vontade é como se fosse um músculo, assim como você tem nos seus braços e pernas, que o impulsionam para a frente. A força de vontade deve ser exercitada assim como um músculo, para que a pessoa assuma a posição de criadora da sua própria realidade. Força de vontade e bons treinos!