Eficiência e Diversão

Por Fernanda Valente

A Red Balloon chegou em Paulínia em 2015 por meio de uma parceria com o Colégio Paulo Freire – Anglo Paulínia. Em seu primeiro ano na cidade, apenas os alunos matriculados na escola podiam usufruir da metodologia.
Com o sucesso do sistema de ensino, os diretores do Anglo investiram em um local que pudesse receber não apenas os estudantes do colégio, mas toda a comunidade paulinense. Nascia assim, em 2016, a unidade de rua da Red Balloon em Paulínia.
Em 2017, a escola continuará com a proposta de mudar a forma de aprender inglês. “A evolução que os alunos adquiriram no aprendizado e desenvolvimento do inglês nesses dois anos é nítido e várias famílias puderam comprovar a eficiência da metodologia”, afirma Karina de Almeida, coordenadora da unidade Red Balloon de Paulínia.
Com mais de 45 anos de tradição, a Red Balloon é pioneira e especialista no ensino de inglês para crianças e adolescentes, a partir dos três anos de idade. “Todas as atividades da escola se constituem numa metodologia exclusiva, moderna e eficaz. Durante as aulas, trazemos, além das atividades pedagógicas, atividades artísticas, de culinária, teatro e música, distribuídas numa carga horária de quatro horas semanais. Comprovamos que, de fato, isto torna o aprendizado do idioma natural e divertido, pois favorece a compreensão e a interação dos alunos com a língua estrangeira”, ressalta Karina.

Quanto antes, melhor
João Furtado de Souza é pai de Bárbara Maísa, que tem cinco anos e já frequenta a Red Balloon há cerca de um ano. “Ela adora a escola. Em tão pouco tempo, aprendeu muita coisa. Realmente surpreendeu a gente, pois foi bastante significativo o desenvolvimento dela no idioma”, disse Souza.
Ele, que trabalhou muitos anos de sua vida em empresa multinacional, disse que o inglês sempre foi indispensável para sua carreira. “O problema é que eu só fui estudar o idioma com 18 anos e percebi que havia um bloqueio para aprender, sempre tive que me esforçar muito. Eu não quero isso para a Bárbara, com essa metodologia, tenho certeza que ela não terá nenhuma barreira e aprenderá inglês de forma natural”, afirma.