Escolha Profissional Edição 46 (Agos/Set 2018)

O seu filho vai prestar vestibular? Como ajudá-lo?

Nessa edição quero aproveitar esse espaço para dar algumas dicas aos pais que possuem filhos que estão nessa fase de escolha profissional. É o seu caso? Eu percebo que muitos pais ficam realmente perdidos quando os filhos se encontram nessa fase. Alguns se sentem inseguros, pois querem ajudar e não sabem por onde começar, muitos não querem atrapalhar ou influenciar esse processo, enquanto outros desejam que o seu filho siga a sua profissão, pois se consideram bem-sucedidos nela e querem que a sua prole percorra o mesmo caminho. Qual é a forma mais assertiva de orientar o seu filho? Hoje assistimos um cenário (triste) de pais que não têm tempo pra nada e acabam perdendo a oportunidade de fazer uma grande diferença na vida de seus filhos. Ou até possuem tempo, mas acabam não se envolvendo na rotina das crianças e dos jovens – talvez por desconhecer como proceder. Sendo assim, essa é a sua chance de mudar o jogo, de participar sem influenciar, de contribuir sem interferir e de ajudar ao invés de criar obstáculos. Vivemos em uma sociedade em que a maioria das pessoas vive infeliz profissionalmente (85% segundo pesquisas recentes), resultado de uma escolha da profissão por influências externas, status social, retorno financeiro, com foco nas conquistas em detrimento do “realizar”, segundo o coach de carreira Maurício Sampaio. Essas pessoas passam a viver uma vida vazia, sem sentido. Uma escolha que não leva em consideração o seu perfil comportamental, seus talentos e forças internas, os valores motivacionais e o propósito de vida. Hoje o maior desafio de pais e educadores é ajudar as crianças e jovens a encontrarem o seu papel no mundo. Então aqui vão as dicas: Demonstre companheirismo. Pode não parecer, mas a sua opinião é muito importante para o seu filho. Tenha cuidado para não influenciar através do seu ponto de vista. Procure, através de perguntas claras e diretas, ajudá-lo a refletir. Vá direto ao ponto: “Filho, quero muito lhe ajudar nesse processo da escolha profissional, o que você acha que eu posso fazer?”. E deixe o seu filho indicar o melhor caminho. Aos poucos mostre o seu interesse em ajudar.Traga recortes de revistas sobre o assunto ou de sites interessantes, como por exemplo o Acerte na Profissão, e estabeleça o que chamamos de rapport. O rapport é a capacidade de entrar no mundo de alguém, fazê-lo sentir que você o entende e que vocês têm um forte laço em comum. É a essência da comunicação bem sucedida! (Antonny Robbins) Tire alguns minutos do seu dia para se aproximar e praticar a escuta ativa e o rapport com o seu filho. Tenha paciência e comece com algumas perguntas simples: “Filho, o que te deixa motivado? Qual profissão mais te atrai e por quê? Você já identificou as suas habilidades e interesses e qual carreira combina mais com o seu perfil? Você já parou para pensar em como você pode ajudar a resolver os problemas do mundo através de uma profissão?”. Se ainda assim você precisar de ajuda, conte comigo. Sou Master Coach de Carreira, idealizadora do Acerte na Profissão e do programa de escolha profissional Oficina do Sucesso, onde atendo com sessões individuais e em grupo. A próxima turma será nos dias 18 e 19 de agosto em Paulínia.