Identidade e Arte:  O Encontro Em Um Só Ato

Por Cleo Padovan

Por cleo padovan

Em um mundo caótico e acelerado, deixamos de lado um tempo precioso com a pessoa mais importante de nossas vidas: nós mesmos. Este afastamento da nossa identidade traz diversos males para a tão almejada harmonia na vida.
“Conheça-se a ti mesmo”, um famoso aforismo grego confrma que mesmo através dos milênios, o ser humano tem necessidade constante de se auto conhecer, e este autoconhecimento quando contínuo e lidado de um modo positivo, traz a auto aceitação e, consequentemente, o amor próprio, sendo este um direito e dever de todos de alcançar.
A arte é um ato íntimo e único, praticado desde o começo de nossos tempos, é intrínseco ao ser humano, tenha ele alguma difculdade física, neurológica, genética, emocional, transtorno de conduta, sendo feita de maneira pessoal e absolutamente necessária.
Uma atividade artística não deve haver barreiras ou formalidades que impeçam o desenvolvimento criativo de um indivíduo, ela deve ser crua e não lapidada por justamente
expor o que é de mais interno, é o encontro do consciente com o inconsciente, do Eu verdadeiro que muitas vezes permanece escondido. Por isso, a Arteterapia é um catalizador de momentos cruciais em que a arte reflete a verdadeira identidade de
quem a cria, para o mundo e para si.