Maresia oferece serviço diferenciado

Assessoria: Loja trabalha com as melhores marcas de equipamentos de ar condicionado e oferece assessoria aos clientes

Proprietário destaca ainda a nova lei que obriga a manutenção das redes de ar condicionado

POR THAÍS BEZERRA
FOTOS: DAMARIZ GALVEZ

A Maresia Ar Condicionado e Refrigeração tem experiência de 15 anos atuando em São Paulo e está há um ano e meio em Paulínia, prestando serviço de consultoria, instalação, manutenção e venda de peças e acessórios para ar condicionado. Além de oferecer as melhores marcas de equipamentos, a loja tem a preocupação de orientar os clientes na hora da compra. “É muito importante que o cliente opte por um equipamento correto, que melhor encaixe ao seu perfil. Mas nem sempre ele sabe fazer essa escolha. É aí que entra o nosso serviço de consultoria”, explica o proprietário Adriano Ledo. A loja atende residências e empresas de Paulínia e região. “Nosso diferencial é a transparência. Não queremos apenas vender o equipamento, mas sim ter a certeza da satisfação do cliente”.

Daikin

Dentre as marcas disponíveis na loja, a que apresenta o melhor custo benefício, segundo Adriano, é a Daikin. O equipamento é modelo inverter e se destaca dos demais por oferecer menor consumo de energia e ter baixo ruído. A Daikin é de origem japonesa e preza por credibilidade e excelência absoluta, oferecendo o que há de melhor na tecnologia em ar condicionado.

Diferencial: “Não queremos apenas vender o equipamento, mas sim ter a certeza da satisfação do cliente”, afirma o proprietário Adriano Ledo

Nova lei

O proprietário da Maresia Ar Condicionado e Refrigeração chama a atenção para a nova lei que foi aprovada no início de janeiro, que obrigada todos os edifícios, públicos ou privados, a realizarem a manutenção de seus sistemas de ar condicionado. A lei já entrou em vigor. Os edifícios terão que fazer a manutenção dos sistemas de climatização a partir de um Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC), com o objetivo de prevenir ou minimizar riscos à saúde dos ocupantes. Segundo Adriano, o objetivo da lei sancionada é garantir a boa qualidade do ar interior, considerando padrões de temperatura, umidade, velocidade, taxa de renovação e grau de pureza. “A falta de manutenção do ar condicionado pode acarretar diversos problemas respiratórios. Por isso, recomendamos que a limpeza seja feita pelo menos uma vez ao ano”, completa