Mateus Girardi na Cúpula da Juventude de Modelo das Nações Unidas em Nova York

Aluno do Anglo Paulínia esteve na sede da ONU assistindo a palestras e projetos que apresentaram iniciativas que contribuem para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

POR FERNANDA MARQUES VALENTE
FOTOS: DIVULGAÇÃO/ARQUIVO PESSOAL

Estar em Nova York, dentro da Sede da ONU, participando de um evento da Cúpula da Juventude de Modelo das Nações Unidas é uma experiência, no mínimo, inesquecível. Quem passou por essa vivência em abril e conta que gostou muito foi Mateus Girardi, aluno do 2º ano do Ensino Médio do Anglo Paulínia.

Incentivado pela proposta da escola de encorajar o Estudo Internacionalizado, Girardi se inscreveu e foi selecionado para estar entre adolescentes e jovens de vários países. Um dos objetivos do encontro em Nova York foi dar corpo aos modelos de simulação de conferências da ONU (MUN) e transformá-los em oportunidades de transformação social.

“Quem abriu o evento foi o Secretário Geral da ONU e, em seguida, a diretora do BuzzFeed [agência de notícias dos EUA] ensinou como podemos utilizar a internet para criar campanhas nas redes sociais a fim de divulgar os ODS’s [Objetivos de Desenvolvimento Sustentável]”, explicou o aluno de 16 anos, que foi para os Estados Unidos acompanhado da mãe, Jacqueline Lodde Girardi, já que a Sede da ONU é considerada como território internacional e pessoas menores de 18 anos só podem entrar acompanhadas pelo responsável e após ter seu passaporte validado.

Durante o evento, Girardi participou de palestras e workshops com especialistas da Organização, além de assistir várias apresentações de projetos com iniciativas que têm como objetivo contribuir para o cumprimento dos ODS’s

Girardi conta que durante o evento participou de palestras e workshops com especialistas da Organização, além de assistir várias apresentações de projetos com iniciativas que têm como objetivo contribuir para o cumprimento dos ODS’s.

“Significou muito para mim, eu gostaria muito de trabalhar com algo nesse sentido, mas eu não faço isso pensando em seguir carreira, eu faço porque gosto e me interesso pelo assunto, acho que todo profissional e futuro profissional deveria participar de encontros desse tipo, se envolver mais com as questões globais que precisam ser olhadas e solucionadas urgentemente”, recomenda.

Menino prodígio

Em 2018 o aluno participou do WIMUN Brazil como delegado do Japão no Comitê de Armas Nucleares, entregando seu Position Paper em inglês – mesmo idioma do encontro em Nova York – o qual foi premiado durante o evento

Essa não é a primeira vez que Girardi participa de eventos que envolvem simulações de organismos da ONU. Em 2018 a escola ofereceu a oportunidade para seus alunos participarem do WIMUN Brazil, um evento realizado pela WFUNA (Federação Mundial das Associações das Nações Unidas – traduzido do inglês) com parceria local da FACAMP (Faculdades de Campinas).

Na oportunidade, o Anglo Paulínia levou 11 estudantes do Ensino Médio para participar da atividade, entre eles Girardi, que na época ainda estava no 1º ano do EM. Durante o WIMUN, os alunos ficaram cinco dias reunidos discutindo questões de grande relevância mundial. Cada participante representou uma autoridade de um país, como se fossem chefes de Estado e de Governo, ministros, diplomatas etc.

Neste encontro, Girardi foi delegado do Japão no Comitê de Armas Nucleares, entregando seu Position Paper em inglês – mesmo idioma do encontro em Nova York – o qual foi premiado durante o evento. “Foi uma experiência incrível, muito diferente de tudo que já participei. Foi muito legal a escola proporcionar isso pra gente, acrescentou muito na minha formação e no meu modo de pensar”, valorizou o aluno que estuda no Anglo Paulínia desde a Fase I da Educação Infantil.

Mateus e sua mãe Jacqueline, sua maior companheira e incentivadora, que o acompanhou na viagem para os Estados Unidos e se encheu de alegria pela conquista do filho: “Estamos felizes e orgulhosos, pois sabemos o quanto ele sonhou com esse momento. Agradeço a todos que colaboraram para que isso fosse possível, à nossa família, amigos especiais e queridos, à Light House Inglês, à Azul Mais Paulínia e ao Anglo Paulínia”

“A escola oferece uma formação rigorosa e nos coloca em contato constante com os estudos, o que faz com que tenhamos vontade de aprender cada vez mais”, avalia.

Sua mãe Jacqueline é sua maior companheira e incentivadora, e se encheu de alegria pela conquista do filho. “Estamos felizes e orgulhosos, pois sabemos o quanto ele sonhou com esse momento. Agradeço a todos que colaboraram para que isso fosse possível, à nossa família, amigos especiais e queridos, à Light House Inglês, à Azul Mais Paulínia e ao Anglo Paulínia”, agradece Jacqueline.

Mateus participou ano passado do Projeto Treineiros do Anglo Paulínia, prestando vestibular como aluno concluinte, mesmo estando no 1º ano do EM, e passou em 17º lugar no curso de Matemática da UNESP

Ela conta que Mateus é um garoto que sempre se destaca nas atividades das quais se dedica. Foi assim quando ainda criança foi fazer ginástica olímpica e em poucos dias de treino já participou de um campeonato e ganhou medalha, depois teve a fase da culinária e de tanto que se aprimorou chegou a participar do Master Chef Junior, e recentemente quando participou do Projeto Treineiros do Anglo Paulínia, prestando vestibular como aluno concluinte, mesmo estando no 1º ano do EM e passou em 17º lugar no curso de Matemática da UNESP.