Taty Torres por Tatty Torres Edição 46 (Agos/Set 2018)

Sou fotógrafa e comecei clicar as pessoas aos 18 anos (mas no coração, sou desde criança). A decisão de me tornar fotógrafa profissional foi tomada naquele momento que a vida pressiona e diz: – E aí? E aí, eu decidi que queria exportar apaixão da fotografia do coração, para o dia a dia. Juntei a necessidade de precisar de uma profissão flexível para cuidar da minha mãe (que é cadeirante e depende exclusivamente de mim) e de uma profissão que fosse além de salário e pudesse colocar todo meu amor e dedicação. Decidi me profissionalizar, fiz cursos, me especializei e Deus cuidou de cada detalhe desde o início. Tenho como objetivo fotografar a felicidade, tornar ela imortal e como eu acredito que a felicidade não é um destino e sim um caminho, eu esbarro neste caminho com as pessoas e sou responsável por imortalizar estes momentos através das lentes. Essa é a Taty Torres, uma profissional incrível e um ser humano tentando ser cada dia melhor. E só estou onde estou, pois me considero vencedora desde o primeiro dia, graças a Deus principalmente e a minha mãe, família e todos que me incentivaram positivamente com críticas construtivas e muito amor.